Imagens: linguagem da mente/consciência/divino

Imagens: linguagem da mente/consciência/divino

 

Como seres humanos, dizemos um ao outro:

Imagine isso.
-Você pode imaginar ….?
-Você o meu ponto?

O uso de tais palavras como PICTURE — IMAGINE — Veja meu ponto — são reflexões profundas de como nossas mentes processam informações que nos alcançam através de nossos sentidos. Nós processamos todas as informações recebidas através de imagens.

A comunicação linguística consiste na transmissão de ideias ou conceitos imateriais de uma pessoa (orador ou escritor) para outro (ouvinte ou interlocutor) por meio de sinais materiais como marcas em papel ou vibrações das ondas de ar.

Ao ler um texto, realizamos um processo de visão através do qual os sinais materiais são traduzidos em conceitos em nossos cérebros.

A interpretação tradicional da comunicação se propõe para tratar o sinal material como a mera aparência de uma realidade ideal subjacente.

Quando a comunicação é interpretada desta forma, a interacção dos sinais não é tratada como uma realidade em seu próprio direito. Em vez disso, o sinal é tomado como o significante, indicador, ou a aparência de uma realidade essencial significada que o subjacente. Esta realidade é o conteúdo conceitual que de alguma forma é mantido no cérebro da pessoa comunicante.

Este aparente pensamento moderno era conhecido não só para os egípcios antigos, como nós verificar o texto do SIrbid Stele que data somente a 700 a.c., mas as provas linguísticas, filológicas e outras são conclusivas em apoio à sua derivação de um texto original pelo menos mais de 2.000 anos antes. A seção 55 deste original egípcio lê:

“A visão dos olhos, a audição das orelhas, e o cheiro do ar pelo nariz, eles relatam para o coração. É isso que faz com que cada concluído (conceito) para vir adiante, e é a língua que anuncia o que o coração pensa. Os sentidos relatam ao coração, com este material do relatório, o coração concebe e libera o pensamento, que a lingüeta, como um Herald, põr na expressão eficaz.”

O coração no Egito antigo simboliza a consciência. Como tal, as informações canalizadas através dos cinco poderes de sensação são trazidos para a faculdade da imaginação, cujo lugar de moradia física é o lobo frontal do cérebro.

Os dados recolhidos pelos cinco sentidos — este íntimo, conhecimento recebido — é unificado pela imaginação. O processo imaginativo de ‘ soldagem ‘ não segue o caminho da razão e da lógica. A mente acumula dados perceptuais e faz “sentido” para fora deles. Por sua vez, a imaginação se unifica de forma semelhante, não-lógica.

A imaginação se move de uma coisa para outra. Dadas muitas coisas de naturezas quase totalmente divergentes, mas possuindo um milésimo de parte de uma qualidade em comum (desde que seja novo ou distinto), essas coisas pertencem a uma categoria imaginativa e não em um array natural bruto-ou seja, não em uma coleção de dados chegaram por mera cópia. A linguagem abriu o novo Reino da espiritualidade, onde conceitos, memórias e deduções tornaram-se de importância decisiva em contraste com a menor atividade psíquica, que se preocupava com a percepção imediata dos órgãos do sentido. Foi certamente uma das etapas mais importantes no caminho para se tornar humano.

Como tal, as verdadeiras imagens representativas na mente/consciência são as verdadeiras realidades do universo. Deve-se concluir então que existe uma correspondência completa entre as consciências e o mundo. É a consciência transcendentalista que dá origem ao céu mundano, novamente com a característica adicional necessária para preservá-la como o céu, que seus ocupantes saibam que eles estão lá. Mais precisamente, eles estão certos da correspondência entre consciência e consciência, e assim vai qualquer consciência possível; e assim, o mundo.

 

[Um trecho The Egyptian Hieroglyph Metaphysical Language por Moustafa Gadalla]

O egípcio hieroglyph linguagem metafísica

Ver conteúdo do livro em https://egypt-tehuti.org/product/egyptian-hieroglyph-language/

——————————————————————————————————————–

Reserve outlets de compra:

A-brochuras impressos estão disponíveis na Amazônia.

——————-
B-o formato PDF está disponível em…
i-nosso site
ii-Google Books e Google Play
—–
C-o formato mobi está disponível em…
i-nosso site
ii-Amazônia
—–
D-o formato ePub está disponível em…
i-nosso site
ii-Google Books e Google Play
iii-iBooks, Kobo, B & N (Nook) e Smashwords.com